Postagens

Mostrando postagens de Julho, 2010

Jean Carlo Schulz - 1969-2010

Imagem
Perdi um grande amigo, um irmãozinho. Parece que foi ontem, no meu primeiro dia de aula. Terceira série, cidade nova, escola nova. A primeira conversa foi com ele. Nascia ali nossa amizade. Éramos muito diferentes. Opostos até. Ele, extrovertido e bonachão, não tinha dificuldades em fazer amizades. Sempre de bem com a vida, não me lembro de vê-lo bravo com alguma coisa ou alguém. Com ele aprendi a andar de moto, a ouvir rock. Aprendi o que é ser amigo. Éramos melhores amigos. Assim eu o considerava. O tempo passou e a gente se separou. Mudei de estado, para estudar, mas ainda havia um certo contato. Ele nunca foi muito de escrever, não era a praia dele. Certa vez, para me sacanear, escreveu uma carta em papel higiênico. Dos mais vagabundos. Sacaneei de volta escrevendo uma em folhas soltas, fora de ordem. Finalmente, por mudanças de ritmo na vida de todos nós, por falta de atenção até, sabe Deus, perdemos contato. Isso foi lá pelos idos de 1989. Reestabelecemos um breve contato em 1994.…

Riders For Health

Existe um mundo de ONGs por aí que se dispõem a levar o que quer que esteja faltando a um lugar remoto do mundo qualquer. Uma infinidade delas tem o dedo de celebridades. Dessas, muitas são realmente honestas e não tem preocupação com outra coisa que não cumprir o objetivo a que se dispuseram.Uma dessas ONGs chama-se Riders For Health (Pilotos Pela Saúde). No início dos anos 80, um grupo de pessoas começou a levantar fundos para países pobres nos paddocks de competições motociclísticas. Numa de várias viagens à África, para verificar a utilização desse dinheiro, Barry e Andrea Coleman, juntamente com o piloto Randy Mamola, descobriram que veículos adquiridos para levar ajuda a locais mais remotos estavam parados por falta de manutenção. Em muitos casos, uma mísera peça de 3 dólares impedia que esses veículos saíssem das garagens. Locais inóspitos, áridos e de poucos recursos representavam um desafio insuperável para os veículos que para lá eram enviados. Surgiu então a Riders For Heal…

Cabô

Ontem pela manhã eu ia ao supermercado quando um sujeito que passava por mim comentou que a cidade estava vazia. E completou: "o Brasil podia perder logo, para esse povo voltar a ralar". Taí, "irmão" (foi como ele se dirigiu a mim). Hora de voltar a ralar.