Postagens

Mostrando postagens de Setembro, 2010

Na subida do morro me contaram...

Imagem
Sim, subi o morro. Todos os dias. Especialmente no último, quando pude fazer uma trilha, a do Carteiro, saindo de Tiradentes até um mirante a cerca de 1.050 metros de altitude. Éramos um grupo pequeno, composto do guia, Vinícius, Luan, um estudante de geografia originário de São Tomé das Letras e do casal Lu e Vitor, de Beagá, além deste que vos escreve. Essa trilha leva esse nome porque as notícias da cidade eram levadas para o outro lado da serra por um mensageiro, ou carteiro. Esse infeliz acabou morto numa emboscada à época da inconfidência, pois o Visconde de Barbacena achou que ele levava notícias e instruções dos inconfidentes. Dessa trilha faz parte a calçada dos escravos, foto abaixo: Estamos subindo a calçada enquanto Vinícius dá uma de Tarzan. Aliás, vendo uma mata como essa por dentro - e aqui estamos falando da Mata Atlântica - fica realmente difícil acreditar no Tarzan, com todo aquele sistema de cipós só esperando por ele. E nem vamos lembrar do último filma da saga Indi…

A Estrada Real e a buraqueira mais real

Imagem
Andar por Tiradentes é uma desafio para as juntas de qualquer cristão. A cidade mantém o calçamento de séculos atrás. Saindo de São João del Rei há dois caminhos (fora a Maria Fumaça): pela BR 261 ou pela Estrada Real. Sim, ela ainda está lá. Versão tupiniquim da Via Appia, ela alterna trechos passáveis e trechos nos quais as suspensões e pneus dos carros são postos à prova. Meno male que a cidade seja pequena, pois é melhor andar a pé. As pedras das ruas, rústicas e sem qualquer acabamento, foram meramente enterradas e assim mesmo elas estão e ficarão. A arquitetura é aquela conhecida. Há um casario muito bem conservado e, como em Pirenópolis, Goiás, uma pousada em cada esquina. Escolhemos uma chamada Pé da Serra, que tem esta vista:
OK. A da igreja é preciso dar uma esticada no pescoço e no olho, pois essa foto foi tirada com uma lente de 300mm. A foto do alto mostra a Serra de São José em todo o seu esplendor. O pessoal da pousada nos colocou num quarto de frente para essa vista. A…

Tiradentes

Imagem
O começo foi bem. Passamos no Núcleo Bandeirante para deixar a Becky, nossa elétrica Jack Russell e seguimos, já mais de dez da manhã, rumo a Belo Horizonte. O plano era chegar em Betim, para dormir, lá pelas sete. Contávamos já com o excesso de trânsito perto de Beagá, pois era sete de setembro. Mas foi muito pior. Só fomos chegar no hotel às nove e meia depois de muito trânsito e de quase ser abalroado duas vezes, entre Contagem e Betim. Tava todo mundo muito doido nas ruas. A sinalização deficiente e as vias em péssimo estado em nada ajudaram.Hoje já foi mais tranquilo. A Fernão Dias está em ordem e em Tiradentes não dá para andar de carro...