Postagens

Mostrando postagens de Janeiro, 2011

Não tô entendendo

Estou vendendo minha moto. A outra. E, do mesmo que jeito que há um ano, quando coloquei o carro à venda, começou o festival de esquisitices.Na minha concepção, uma transação comercial entre particulares vai mais ou menos assim: sujeito A tem algo para vender. Sujeito B se interessa. Sujeito A estabeleceu um preço e espera vender o objeto por aquele preço ou algo mais próximo. O roteiro natural dessa transação deveria ser: sujeito B se interessa e liga para sujeito A. Indaga sobre o objeto. Sujeito A esclarece as dúvidas do sujeito B, que faz uma contra-oferta, na tentativa de reduzir um pouco o preço. Sujeito A, de início, rejeita, mantendo o preço original. Mais um pouco de conversa e o sujeito A concorda em reduzir um pouco o preço. Desse modo, logo chegam a um consenso e o objeto troca de mãos, assim como o valor combinado. Minha história vendendo o carro e a moto tem sido diferente. Anuncio a moto, com quilometragem, etc. Recebo a primeira ligação e o sujeito me pergunta o preço. E…
Já tive várias crises de criatividade, umas piores que as outras. Às vezes falta assunto, às vezes falta saco.Muitas vezes, ao ler outros blogs, fico impressionado com a torrente de assuntos que algumas pessoas tiram sei lá de onde. Ok, nem todo blog tem alguma coisa a dizer. Tem gente que fica só no "acordei hoje sem vontade de escrever"...e escreve assim mesmo. Tem gente que narra até as idas ao banheiro. Exagero, não. Os poucos que acompanham este espaço sabem que sou meio bissexto. Só escrevo quando dá na veneta ou quando tenho algo legal pra dizer. E já deu pra perceber que estou enchendo linguiça. Mas é enchendo linguiça que chegamos a algum lugar. Em algumas semanas tenho certeza de que vou ter assunto. Explico: vou em viagem de trabalho à Etiópia. Pois é. O que tem pra fazer por lá? Hã...vejamos: www.google.com > busca: Addis Ababa > Wikipedia "Addis Ababa (sometimes spelled Addis Abeba, the spelling used by the officialEthiopian Mapping Authority) is the cap…

Viva o Borges

Imagem
No dia do Fusca, Borges recebe um mui merecido banho de espuma. Parabéns a todos os fuscas deste mundo e seus apaixonados donos.

Ser motociclista

Imagem
Objeto de desejo. Meio de transporte. Aquele-negócio-que-fica-na-garagem-e-que às-vezes-me-lembro que existe. Três definições.Outras três definições: motociclista de coração. Motociclista. Domingueiro. O primeiro simplesmente gosta de moto, faz tudo o que pode com ela, chova ou faça sol, dá nome ao seu objeto de desejo, cuida, não empresta, não vende e não dá. O segundo quis deixar de depender do precário transporte público, ou simplesmente buscou uma alternativa econômica para seu transporte diário. Não é necessariamente um apaixonado. O terceiro comprou a moto porque podia. Ela é geralmente grande, potente, inversamente proporcional à sua habilidade. A moto é para mostrar, roda pouco e é vendida tão logo seu dono caia o primeiro tombo. Eis a frase chave aqui: cair o primeiro tombo. O único ou o primeiro de uma série, cair para quem anda de moto é praticamente inevitável. Meu moto, aprendido com meu saudoso amigo Jean, sempre foi "caio para levantar e continuar a andar de moto e …