Postagens

Mostrando postagens de Março, 2011

Notas rápidas de importância rasteira

Obama veio. E foi.

--

Windows IE 9 é bacana. Contanto que você não esteja entre os quase 48% de usuários de computador no mundo que ainda utilizem o Windows XP.

--

Será o Bill querendo que você largue o XP e passe para o 7 logo?

--

Jaqueline Rouboriz fugiu do oficial de justiça e foi notificada pelo Diário Oficial da União.

--

Aaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaahahahahahahahaahahahahah, hehehehehehehehe,
hiiiiiihihihihihihihihihhihihi. Hiii.Hi. Nham.

--

Enquanto isso na Sala de Justiça.

--

Protesto fecha a BR 020 em Brasília. Moradores querem transporte de qualidade.

--

Com isso quem tinha transporte de qualidade não chegou ao trabalho.

--

Fui.

Lost virginity

Imagem
Quebramos hoje a barreira mágica dos 1.600km rodados, o que quer dizer o fim do período de amaciamento da Branca. Agora a marca mágica das 11.750rpm é o limite. O consumo tem se equilibrado em torno de 20/21 km/l na cidade. Já fez 25 em longo trecho de estrada. Longe da marca fantástica de 32 km/l atingida com a Fazer, mas definitivamente não tem como comparar as duas.

Quando o corpo pede trégua

Uma amiga publicou ontem no feishbu que o corpo dela não está servindo nem para reciclagem. Rolei de rir. Mas parei e comecei a pensar em como o meu próprio corpo anda mostrando que passei dos quarenta e que os abusos do passado tem consequência. Dores  e desregulações generalizadas que atrapalham o trabalho, o sono, o apetite...
Claro que sei que não sou caso perdido, mas é difícil sair para fazer exercício à tarde quando perdi o sono duas ou três horas antes da hora marcada no despertador. Ao chegar em casa do trabalho o corpo pede um cochilo no sofá. Tem sempre alguém dizendo para eu buscar um esporte que me agrade. A verdade é que o "esporte" que me agrada é andar de moto. Enquanto é bem verdade que um motociclista usa muito mais os músculos do corpo que um motorista, está longe de ser prática esportiva. A não ser que eu praticasse motocross todos os dias.
Nada disso. Sei que a solução é fácil. Não é confortável no começo, mas é fácil. Eis um caso em que a procrastinação…

It's new.It's fresh.

Novo visual. Novo layout. Nova disposição para continuar a escrever bissextamente como sempre. Em duas semanas aportarei em Roterdão. O Peri vai falar holandês. Ou não...

Confirmado

Imagem
Alright, folks. Pé na estrada de novo. Daqui a duas semanas começo mais uma experiência no exterior. Por mais que eu goste de ficar quieto no meu canto, neste negócio não tem muito como fugir do vai-e-vem. Fui designado para 45 dias no Consulado em Roterdã.
O que vai ser uma experiência interessante, pois o Consulado não é o mesmo dos cinco anos que lá passei, minha estadia será por um período curto de tempo e vou trabalhar com responsabilidades diferentes.
A melhor parte vai ser poder rever os amigos, definitivamente. Vou ter a oportunidade de olhar a cidade e o país com outros olhos. Não sei se minha opinião vai mudar, nem que direção ela vai tomar, caso mude.
O chato disso é que nossa viagem a Buenos Aires teve que ser adiada. Por outro lado, tendo conseguido acertar uma data favorável vai me permitir um melhor preparo, além de não perder o show do Iron Maiden aqui em Brasília.
Ficar 45 dias sem andar de moto, no entanto, vai exigir desprendimento. Mas tenho certeza de que vai ser …

Trabalho

Está rolando a possibilidade de passar uma curta temporada a trabalho, em Roterdã. Saberei com certeza amanhã.Por enquanto, o domingão será de imposto de renda e outras providências.

Ligeritas

Mais um membro da família Roriz nas páginas de jornal por bandalheira. Desta vez a filhota Jaqueline. Ou, como quiseram alguns foliões: Jaque RoUBORiz!
--
E querem saber mais? Ela integra a comissão de reforma política da Câmara dos Deputados.
--
O povo brasileiro tem mesmo que ter muito humor, porque vergonha na cara, assim como o Congresso, já era.
--
Mais uma vez, graças à imprudência, morre gente demais nas estradas brasileiras.
--
iPad 2. Se o iPad 1 não era completo porque lançá-lo? Vão querer me convencer que o 2 já não estava pronto? As tecnologias necessárias só surgiram seis meses depois?
--
Aliás, a Apple continua a ignorar solenemente o Brasil, um de seus maiores mercados no mundo.
--
Gasolina a R$ 2,84: pensei que estivéssemos produzindo cada vez mais petróleo e que a crise no mundo árabe não fosse afetar os preços...
--
No DF, alguém me ouviu e vai propor soluções para retirar o excesso de ônibus das avenidas do Plano Piloto. Eu já tinha pensado em pelo menos uma das soluções proposta…

África, epílogo

Imagem
A caminho da segunda parada para compras, desta vez em um projeto social, onde as pessoas têm um espaço para trabalhar e recebem por esse trabalho que é vendido ali e somente ali mesmo. Edifícios modernos dividem espaço com a feiúra e a pobreza máxima. Uma confusão de carros e gente, buzinas, uma cacofonia sem fim em meio a uma confusão que assustaria qualquer um, mas que para os locais parece funcionar. Com a assistência de voluntários estrangeiros, os locais usam técnicas tradicionais no preparo de fios e na tecelagem, pela qual produzem toda sorte de belíssimas peças; trabalham palha para cestaria, produzem utensílios e peças decorativas em madeira e há ainda a fabricação de potes e vasos de cerâmica. Tudo o que é vendido aqui é revertido para o próprio projeto.

Nosso amigo quis nos levar, em seguida ao alto da montanha, a pouco mais de 3.000m de altitude para nos mostrar outro aspecto impressionante da cultura local. Nas encostas da montanha os eucaliptos crescem vertiginosamente. D…

Bate-volta

Imagem
Quem anda de moto sabe o que é um bate-volta, ou bate-e-volta. Trata-se tão somente de um passeio curto, em estrada, num dia qualquer, preferencialmente num fim-de-semana.Bem, saí de casa hoje pela manhã, descompromissadamente, para uma voltinha. Fazia dias que não saía com a moto e resolvi que o domingo prometia. Asa norte, Buriti, eixo monumental, Estrutural e quando vi estava em Brazlândia. Essa satélite é uma típica cidadezinha do interior. De lá sai boa parte da produção horti-fruti do DF e onde se produz morangos maravilhosos. Logo na entrada da cidade uma represa com área urbanizada em volta recebe o visitante. De lá, peguei a BR 080 rumo a Pe. Bernando, em Goiás. Fui rodando, rodando, sem vontade de parar. Acabei voltando e o passeio rendeu uns bons 200km rodados. Pude tirar ótimas conclusões: minha XJ6 consegue fazer 300km com um tanque rodando só com o piloto e com a mão moderada. O que é ótimo, não sou de andar a 140 km/h na estrada. Mesmo porque, sem proteção de uma carena…

Carnaval

A-la-la-ô. Vou ficar longe da folia. Fico longe da folia há anos. Perdi a graça com carnaval quando ainda brincava as melhores noites no clube da minha cidade (que já não existe mais. O clube, não a cidade, apesar que isso pode ser só questão de tempo). Naqueles idos anos dos quais pouco me lembro, as bandas que tocavam nos clubes começaram a dar espaço à horrenda, chata e pouco criativa música baiana. Era o começo da axé music. Não dava para seguir no ritmo que seguíamos as deliciosas marchinhas, arrastando os pés, malemolentemente, noite adentro. O ritmo era outro, tinha que ter quadril e, no carrossel em que se transformava o salão, simplesmente ficava fora do ritmo. Axé era minha deixa para sair do salão, tomar umas cervejas até que as marchinhas fossem retomadas. Sou um defensor ardoroso delas. A junção na mesma batida de inocência e malandragem, com letras facílimas de decorar - e que fazem sentido, ao contrário de criações de gênios como Carlinhos Brown - com uma generosa do…

Quickies

Imagem
À velocidade de um peido.
--
Viram que o Maluf faz parte da Comissão Parlamentar que vai trabalhar na reforma política?
--
Viram que o Tiririca ainda está perdido?
--
O chato do Caetano lançou outro DVD ao vivo.
--
Tá um saco esse negócio de DVD ao vivo, tá não?
--
Falha no SERPRO derrubou a Polícia Federal, a Receita Federal e o DETRAN.
--
Dizem as más línguas que os equipamentos lá estão velhuscos que só.
--
Finalmente alguém no GDF vai propor terminais de ônibus descentralizados para diminuir o tráfego desses veículos no Plano Piloto em Brasília. Há vida inteligente por aí.
--
Um dos melhores discos que comprei este ano: Seu Jorge e Almaz (este é formado por Lúcia Maia e Pupilo, da Nação Zumbi, com mais outro malaco aí), com covers tão sacadas quanto variadas, vai de Nelson Cavaquinho a Kraftwerk passando por Tim Maia e Michael Jackson.
--
Por falar nele, o atual craque do Palmeiras chama-se Adriano Michael Jackson. Ainda bem que ele é craque, né não?
--
Em Minas, após a tragédia com o trio elétric…