Postagens

Mostrando postagens de Julho, 2012

Falta de assunto?

Imagem
Não, não. Estou só é com desanimação para escrever.
Acabei o livro sobre Hiroshima. Comecei a ler a biografia do grande Lobão.
Se você não curte biografias, pule fora. Se você gosta de Lobão, leia hoje mesmo. O livro é muito bacana, revelador e o editor decidiu por manter quase intacta a maneira de se expressar do artista. Há alguns deslizes, mas nada que comprometa o livro. Divertido, revelador, dramático e muito sincero. Vale a pena. Depois desse, virá este, ainda a caminho (foi comprado na Amazon do Canadá):
Mais uma história fantástica do brilhante Haruki Murakami. Conto mais depois. Ou vocês podem fuçar no Google, dá na mesma.

Música

Imagem
Não esperem análises profundas, música por música, dos discos que tenho para indicar e comentar. Não estou com saco e nem ouvi direito nenhum deles.
Primeirão vem o disco novo da gracinha Norah Jones. A cada disco eu gosto mais dela, que não tem medo de mudar completamente e deixar a crítica doidinha porque a cada rótulo criado, ela vem e muda tudo, deixando os críticos com cara de pateta. Ei-lo:
Com produção de Danger Mouse o disco tem um quê modernoso, sem ser eletrônico puro. O desvencilhamento da Handsome Band já no disco anterior deu a Jones a liberdade criativa de que ela precisava. Sua música ainda é um bocado intimista, mas ela não pode mais ser encaixada no estereótipo de "cantora de jazz". Que bom! Norah é ótima e isso transparece em cada uma das faixas do novo álbum. A capa de "cartoon" também ficou muito bacana.
Não é de hoje que eu venho ouvindo artistas que tem a música country como influência. Vem lá de trás com  Kathleen Edwards, cujo novo disco, &…

Livros

Imagem
Mas...bora lá falar de outras coisas.
No último mês adquiri e estou aos poucos degustando algumas coisas interessantes. Em matéria de livros, recomendo dois:
"O Som da Revolução - Uma História Cultural do Rock 1965-1969", do Rodrigo Merheb
O autor é colega de Ministério e um apaixonado por música. Passou quase oito anos pesquisando para escrever esse tomo, aproveitando-se de sua passagem por Chicago, onde trabalhou no Consulado-Geral do Brasil. O livro trata do período em questão de forma muito didática, com linguagem acessível e sem floreios literários. Não quer dizer de forma alguma que seja um livro de linguagem pobre, apenas que a mensagem é transmitida de maneira muito clara, de forma que mesmo quem não faça ideia de quais bandas estejam sendo mencionadas tenha uma excelente ideia do que foi aquele rico período na história cultural mundial. Devorei o livro em questão de semanas e agora me preparo para obter boa parte dos discos mencionados na discografia. Obrigatório p…

Rescaldo

Faz um mês desde meu retorno e quase um mês desde o último post. Depois do balanço, resolvi fazer um pequeno resumo do que posso chamar de danos (nenhum deles irrecuperáveis).
Ainda não cuidei de limpar os alforges da lama de minério. Estão encostados no chão do quarto desde minha chegada. A moto já passou por duas lavagens mas infelizmente não passa por um escrutínio maior. Parafusos e diversos tipos de partes metálicas mostram as cicatrizes do banho de solupan recebido em Rio das Ostras. Peças esbranquiçadas e sem brilho. Um pequeno teste mostrou que é possível recuperar um pouco do charme com pasta de polimento. Mas há locais de difícil acesso. Nesses vou ter que utilizar uma mini-retífica para dar polimento. Nos discos de freio podem ser vistos pontos de ferrugem nos anéis que unem o rotor ao miolo. Ainda vai ser preciso desmontar as partes plásticas da moto para uma limpeza mais detalhada. Vou também experimentar WD-40 em algumas peças, pois descobri que esse produto serve não s…