Postagens

Mostrando postagens de 2016

2016

Entre tantas coisas sobre as quais escrever estou com vontade de escrever sobre nenhuma. Digo com sinceridade: tudo o que tem acontecido no mundo em 2016 me dá preguiça. Na verdade, não. O que me dá mais preguiça é a enxurrada de opiniões de especialistas de facebook, contra, a favor, neutras. Com todas, vem um caminhão de imbecilidades que nos deixa de queixo caído. Não gosto de polêmicas, assim, evito me envolver em discussões que não levarão a lugar algum. Na política brasileira, por exemplo, tenho amigos de todos os lados. Gente a quem considero muito, mas que tem opiniões bastante divergentes. De alguns consigo discordar abertamente, de outros, prefiro ficar na minha.
Não votei na Dilma, mas não concordei com a maneira como o impeachment foi conduzido. O governo dela estava insustentável, verdade, mas a alternativa até agora não foi melhor. Aliás, a alternativa lá atrás, na eleição, não era melhor, como todos sabemos. E o que muitos parecem não entender é que o problema maior é …

San Andrés: Season Finale

Imagem
Depois do almoço seguimos até Rocky Cay, de onde se avista esse navio encalhado. É possível chegar bem perto, caminhando sobre os corais.




Não se chega no navio mesmo, o que é proibido, mas em volta da ilhota há ótimos pontos para snorkelling. O mar estava bem batido, mas ainda assim alguns corajosos tentaram o mergulho.


Esta praia revelou-se democrática, com ótima estrutura, muita animação. A água mais próximo da areia estava bem suja, resultado da ventania dos dias anteriores. Neste horário o vento até deu um tempinho e pudemos curtir a praia.


Este ponto da praia ficava bem defronte ao nosso hotel, abaixo.



Partindo do hotel em que nossos amigos estavam hospedados partimos para o passeio ao Aquário.



A profundidade da água por aqui parte de pouco menos de um metro, áreas em que a água é bem clarinha.



San Andrés e o mar de sete cores - pt. 1

Imagem
Já sei, já sei, faz tempo que eu não escrevo e blá, blá, blá. Tenho poucos mais fieis leitores, sei disso, e vocês sabem quem são.
Depois dos longos três meses de Haiti, outros dois e pouco de trabalho com apenas uma semaninha de recesso no meio, férias.
Das mais recentes, estas deram um trabalhão. Mas o trabalho foi para escolher para onde iríamos. São Francisco, Nova York, Canadá, Bahia, Curaçao. São tantas opções. Comemoraríamos nossos 15 anos juntos então tinha que ser legal. Eu lá no Haiti e a minha adorada aqui no Brasil, quebrando a cabeça. Depois de idas e vindas decidimos: uma semana em San Andrés, ilha no Caribe do ladinho da Nicarágua, mas território colombiano e uns 4 dias em Ouro Preto, na volta.
Começamos a pesquisa, escolhendo hoteis e voos. No meio desse processo, um casal de amigos muito querido resolveu viajar conosco. O hotel que tínhamos escolhido,  o Casablanca, era um tanto mais caro, ficaria pesado para eles. Muito bem avaliado no Trip Advisor e bem localizado,…